[inline] [/inline]


19/05/2010

Possibilidade de re-enquadramento mobiliza associados do SindiSeab

Categoria: Desenquadrados – admin – 17:36

Desenquadrados reunidos no Sindi/Seab – 07/05/2010 (manhã)

Desenquadrados reunidos no Sindi/Seab – 07/05/2010 (tarde)

O SINDI/SEAB tem procurado orientar da melhor forma e de todas as formas possíveis todas as pessoas DESENQUADRADAS que procuram o Sindicato, e isso tem sido feito tanto pela Internet, através de mensagens pessoais e do “blog” do Sindi/Seab, como por telefone, por memorandos, por videoconferência, reuniões ou disponibilizando assessoria jurídica especializada.

No dia 23 de abril de 2010, foi convocada uma videoconferência, mas lamentavelmente e por causa do mau tempo, os equipamentos não funcionaram; no entanto, o Sindicato aproveitou as presenças do advogado Dr. Alessandro Ravazzani e dos servidores da sede do IAP e do ERCBA, e transformou a videoconferência em reunião de consulta e esclarecimentos jurídicos.

No dia 03 de maio de 2010, uma nova videoconferência foi convocada e contou também com a presença do Dr. Ravazzani e com a participação de 118 pessoas conectadas, através de 18 Núcleos Sindicais (dos 22 existentes).

Em 07/05/2010, foi realizado um dia de atendimento e assessoria jurídica na sede do SINDI/SEAB, em Curitiba, com Dr. Ravazzani. Mais de 30 pessoas, de 11 Núcleos Sindicais compareceram a essa consulta.

O quadro resumido da participação dos Núcleos Regionais foi o seguinte:

 N°.  NÚCLEO REGIONAL PRESENTES NA VÍDEO CONFERÊNCIA ESTIVERAM EM CURITIBA, EM 07/05/2010
01 ARAPONGAS NÃO HÁ CONEXÃO 00
02 CAMPO MOURÃO 08 03
03 CASCAVEL 01 01
04 CORNÉLIO PROCÓPIO NÃO SE CONECTOU 00
05 CRUZEIRO DO OESTE NÃO HÁ CONEXÃO 00
06 CURITIBA 20 05
07 FOZ DO IGUAÇU 02 00
08 FRANCISCO BELTRÃO 09 00
09 GUARAPUAVA 05 00
10 IRATI 06 02
11 IVAIPORÃ 10 00
12 JACAREZINHO 05 00
13 LITORAL / PNGUÁ 05 05
14 LONDRINA 06 02
15 MARINGÁ 11 00
16 PARANAVAÍ 04 02
17 PATO BRANCO NÃO SE CONECTOU 00
18 PITANGA 03 00
19 PONTA GROSSA 01 05
20 TOLEDO 12 05
21 UMUARAMA 06 02
22 UNIÃO DA VITÓRIA 04 02
TOTAL 118 34

 Mas, não termina aí…

A luta dos desenquadrados continua, tanto no acompanhamento dos processos de re-enquadramento protocolados, como na negociação pela alteração da Tabela de Cargos e Salários do QPPE, onde o SINDI/SEAB propõe a inclusão de duas colunas para Agentes de Apoio e uma coluna para Agente de Execução, para valorização, em forma de promoção especial, para aqueles que cursarem nível superior e não forem enquadrados como Agentes Profissionais.

A NOVA REDAÇÃO da proposta de Projeto de Lei ou Decreto deverá ser reapresentada à SEAP ainda neste mês de maio e está disponível na página do SINDI/SEAB, no link Documentos/Download.

Para acessar a Minuta do Decreto clique aqui e para acessar a proposta de nova tabela clique aqui.

 A reunião do SINDI/SEAB com a SEAP, que estava prevista para o dia 21 de maio, FOI ADIADA para o DIA 28 DE MAIO, sexta-feira, às 09h30.

Como no dia 01 de junho de 2010, será realizada, em São Paulo, a II CONCLAT – Conferência da Classe Trabalhadora e pretendemos estar presente, e conforme foi discutido na última reunião de Diretoria Executiva do SINDI/SEAB, realizada no dia 04/05/2010, e também em função do feriadão de Corpus Christi, estamos ANTECIPANDO A REUNIÃO DE DIRETORIA EXECUTIVA DO MÊS JUNHO PARA O DIA 28 DE MAIO DE 2010, A PARTIR DAS 14H00, NA SEDE DO SINDI/SEAB. Portanto, pela manhã, reunião na SEAP, e à tarde, reunião de Diretoria Executiva.

POR OUTRO LADO, AS PESSOAS INTERESSADAS EM PARTICIPAR DO II CONCLAT DEVEM ENTRAR EM CONTATO COM LAURA JESUS PELO TELEFONE: 41 – 9961-6336.

Quanto à reunião do Fórum dos Servidores Públicos com a SEAP, está confirmada para o dia 21 de maio de 2010, a partir das 09h30.

Relembramos a todos e todas que as eleições do SINDI/SEAB serão realizadas nos dias 09, 10 e 11 de junho de 2010. Estão concorrendo às eleições duas chapas, cujas propostas e práticas de gestão sindical são bastante diferentes. Vocês devem analisar bem as duas propostas e votar conscientemente na que melhor lhes agrade.

Atenciosamente,

Laura Jesus de Moura e Costa.

Presidenta do SINDI/SEAB.

Fone: 41 – 9961-6336 ou 3252-8566.

12 Comentários »

  1. Estamos acompanhando e participando da luta.
    Abraços,
    Donizétti

    Comentário by Donizetty Silva — 20/05/2010 @ 15:08

  2. Tenho percebido que este sindicato representa muito bem seus associados. Sou da SEJU/DEPEN/PEL, não sou filiado a nenhum sindicato. Há a possibilidade de se filiar ao SINDISEAB? Sou do quadro geral.
    _______________

    Olá, Ivo!

    Agradecemos seu contato e interesse em se filiar ao SINDI/SEAB.
    Como você é do QPPE, você pode filiar-se, sim, ao SINDI/SEAB, pois o fórum de negociação salarial e o Plano de Cargos, Carreiras e Salários é o mesmo, independentemente do órgão onde trabalhe.

    Para tornar-se nosso associado, você deve telefonar no número 41 – 3253-6328, horário comercial (das 09h00 às 17h00), de segunda a sexta-feira, e falar com o funcionário do sindicato Leôncio Lima, para que o mesmo faça a implementação do desconto de filiado (1% do salário base) pela PR CONSIG. Você também deverá preencher a ficha de filiação, a qual pode ser-lhe enviada via correio eletrônico e devolvida por correio, malote ou pessoalmente na sede do SINDI/SEAB (Rua Dr. Manoel Pedro, 729 – Bairro Cabral – Curitiba – PR).

    Será muito bem vindo ao SINDI/SEAB!

    Boa sorte!

    Laura Jesus de Moura e Costa.
    Presidenta do SINDI/SEAB.
    __________________

    Comentário by ivo carlos duarte — 21/05/2010 @ 11:32

  3. Amigos Servidores Públicos,

    O governo do Paraná divulgou a Resolução nº 10.363 (Progressão por Titulação) e Resolução nº10.364 (Promoção), mas SEM perspectivas de sua implementação, até porque os Grupos de Recursos Humanos ainda não possuem suas COMISSÕES instaladas.

    Assim, é preciso que nos MOBILIZEMOS para que as Comissões especificas por Secretarias/Órgãos, passem a funcionar !

    Se você atende aos critérios, prepare sua ” papelada ” e encaminhe para o Setor de Recursos Humanos, assim quem sabe as “coisas” se agilizam !

    Sds sindicais,

    roberto de a silva
    Segundo Tesoureiro do SINDI/SEAB.

    ***

    vejam informações sobre as citadas RESOLUÇÕES !

    Referente a Resolução nº 10.363 – Progressão e Resolução nº10.364 – Promoção, informamos:

    1. As resoluções com os seus respectivos anexos estão no endereço eletrônico http:/www.portaldoservidor.pr.gov.br – QPPE;

    2. Resolução nº 10.363 – Progressão Por Titulação:

    - A progressão ocorrerá para os cargos Agente de Apoio, Execução e Profissional; – Servidores em estágio probatório não terão direito; – Serão aceitos somatório de cursos, conforme consta do Anexo I da Resolução. Os cursos deverão ser vinculados a área de atuação do servidor; – Cursos já utilizados não poderão ser reapresentados; – Os documentos deverão ser devidamente autenticados, ou deverá ser apresentado o original e fotocópia para autenticação do GRHS; – Os documentos comprobatórios de cursos deverão ser encaminhados ao GRHS/SEAB com o devido preenchimento do Anexo I; – O Anexo II somente deverá ser preenchido caso a titulação apresentada possa gerar dúvidas quanto a aplicabilidade do curso em contribuir para o desenvolvimento de suas atividades no cargo/função;

    3. Resolução nº 10.364 – Promoção.

    - A promoção ocorrerá para os cargos Agente de Apoio, Execução e Profissional; – Para o cargo de Agente Profissional os critérios para a Promoção estão definidos no Decreto nº 1982 de 24/12/2007; – Para os cargos de Agente de Apoio e Execução os critérios estão definidos no Decreto nº 3739 de 12/11/2008; – O pedido de Promoção será feito mediante o preenchimento, pelo próprio servidor, do formulário de promoção dentre os previstos nos Anexos I a VI; – Terão direito a Promoção os servidores que não foram promovidos em 2008 e 2009 e que adquiriram ao direito após a data definida nos Decretos 1982 e 3739, ou seja, poderão solicitar a promoção a qualquer tempo desde que cumprido os requisitos;
    - O servidor promovido só poderá protocolar novo pedido após quatro anos da data de publicação da Resolução que o promoveu.

    Comentário by roberto a silva — 21/05/2010 @ 11:52

  4. amigos servidores públicos,

    Vamos nos mobilizar e cobrar do governo do Estado o cumprimento da
    Lei PR n° 16.468 – 30 de Março de 2010, que “Concede o índice geral de 5% na referência salarial inicial das tabelas de vencimento básico, conforme especifica, a todas as carreiras estatutárias civis e militar, do Poder Executivo do Estado do Paraná, para atendimento ao disposto no inciso X do Artigo 27 da Constituição Estadual.”

    QUEREMOS A IMPLANTAÇÃO DO 5% EM MAIO DE 2010 !

    Sds,

    roberto de a silva
    Segundo Tesoureiro do SINDI/SEAB.
    ***

    Comentário by roberto a silva — 21/05/2010 @ 11:54

  5. Lei 16468 – 30 de Março de 2010
    Publicado no Diário Oficial nº. 8190 de 30 de Março de 2010

    Súmula: Concede o índice geral de 5% na referência salarial inicial das tabelas de vencimento básico, conforme especifica, a todas as carreiras estatutárias civis e militar, do Poder Executivo do Estado do Paraná, para atendimento ao disposto no inciso X do Artigo 27 da Constituição Estadual.

    A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:

    Art. 1º. Fica concedido o índice geral de 5 % (cinco por cento) na referência salarial inicial das tabelas de vencimento básico, com consequente reflexo nos interníveis e interclasses, respeitada a amplitude salarial e a dinâmica intercargos, a todas as carreiras estatutárias civis e militar, do Poder Executivo do Estado do Paraná, para atendimento ao disposto no inciso X do Artigo 27 da Constituição Estadual.

    Parágrafo único. O disposto do artigo 1º da presente lei, aplica-se também aos servidores do Poder Legislativo do Estado do Paraná.

    Art. 2º. O disposto nesta lei aplica-se aos inativos e geradores de pensão das carreiras civis e militares do Poder Executivo, inclusive aos proventos decorrentes de aposentadorias de servidores alcançados pela Emenda Constitucional Federal n.º 41/2003, mesmo que não tenham o direito à paridade.

    Art. 3º. O aumento percentual de 5% (cinco por cento) abrange os servidores ativos integrantes da Carreira Técnica de Extensão Rural do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural – EMATER, o vencimento básico dos cargos de provimentos em comissão, a remuneração de Secretário de Estado, o valor dos contratos de regime especial – CRE’S, PARANAEDUCAÇÃO, os convênios com APAE’S, incidindo também sobre os valores das gratificações previstas no artigo 18 da Lei n.º 13.666/02, regulamentadas e com valores fixados pelos Decretos n.º 2.471 de 14.01.04, n.º 3.642 de 22.09.04 e n.º 5.926 de 22.12.05; sobre os valores da Gratificação de Saúde, prevista no § 2º do artigo 29 da Lei n.º 15.050 de 12 de abril de 2006, que trata da Carreira Técnica Universitária das Instituições Estaduais de Ensino Superior e sobre os valores das quotas constantes do Anexo IV da Lei Complementar n.º 92 de 05 de julho de 2002, reajustados em 6% pela Lei 16.132 de 10.06.09, com valores publicados pelo Anexo III do Decreto n.º 4.991 de 30.06.09.

    Art. 4º. O disposto nesta lei não se aplica às Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e Entes de Cooperação Econômica.

    Art. 5º. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, a aplicação do índice fixado no artigo 1.º e a implementação em folha de pagamento ficam condicionadas à disponibilidade orçamentária e financeira, atestadas pelas Secretarias de Estado do Planejamento e Coordenação e da Fazenda, ao comportamento da receita e às disposições da Lei Complementar Federal n.º 101, de 04 de maio de 2000, revogando-se ainda o art. 2º da Lei nº 7.568/1982, ao longo do exercício de 2010, e mediante autorização do Chefe do Poder

    Executivo, obedecidas as formalidades legais.

    PALÁCIO DO GOVERNO EM CURITIBA, em 30 de março de 2010.

    Roberto Requião
    Governador do Estado

    Maria Marta Renner Weber Lunardon
    Secretária de Estado da Administração e da Previdência

    Rafael Iatauro
    Chefe da Casa Civil

    Comentário by roberto a silva — 21/05/2010 @ 11:59

  6. Rodolfo Bührer/arquivo Gazeta do Povo

    “Dependemos da posição fazendária para saber se haverá caixa. Se houver dinheiro, será pago o reajuste. ” Luiz Cláudio Romanelli, líder do governo na Assembleia Legislativa

    Administração
    Servidores podem ficar sem o reajuste de 5%

    Governo estadual alega que precisa ver se tem dinheiro em caixa para cumprir ainda neste mês o aumento salarial aprovado pela Assembleia.
    Publicado em 19/05/2010 | Euclides Lucas Garcia

    O reajuste salarial de 5% ao funcionalismo público estadual, aprovado pela Assembleia Legislativa em março, corre o risco de não ser pago neste mês – data-base da categoria. Ontem, após cobranças da oposição, o líder do governo na Casa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), admitiu que a Secretaria de Administração ainda não definiu se haverá caixa suficiente para pagar o reajuste aos servidores.

    Representantes da categoria disseram acreditar que o governo irá cumprir o pagamento e não será “caloteiro”.

    Em discurso no plenário, o líder da oposição, Élio Rusch (DEM), afirmou ter recebido a informação de que as folhas de pagamento de maio já teriam sido impressas sem o reajuste de 5%. Ele criticou ainda a derrubada da emenda, proposta pela oposição durante a votação do reajuste há dois meses, que determinava o pagamento do reajuste em 1.º de maio. “O rolo compressor do governo agiu e a emenda foi rejeitada. Com isso, o projeto ficou sem data definida para se implantar o reajuste”, argumentou.

    “Se as finanças vão tão bem como o [deputado] Romanelli disse ontem (segunda-feira), que se dê o reajuste.”

    Romanelli, por outro lado, afir­­mou ter recebido a garantia da Secretária de Administração, Ma­­ria Marta Lunardon, de que as folhas de pagamento de maio ainda não foram impressas. Segundo ele, o governo ainda não tomou uma decisão sobre o pagamento do reajuste, porque depende de um posicionamento da Secretaria da Fazenda.
    “Dependemos da posição fazendária para saber se haverá caixa. Se houver dinheiro, será pago o reajuste. Do contrário, pagaremos no mês que vem, conforme já prevê a legislação”, argumentou Romanelli. “O governo não tem uma caixa d’água, tem uma torneira.” O líder do governo rebateu as declarações de Rusch e alegou que, na verdade, disse que as finanças do estado estão “equilibradas”.

    Na expectativa

    De acordo com Heitor Ray­­­mundo, um dos coordenadores do Fórum das Entidades Sindicais do Paraná, os servidores se reunirão sexta-feira com a secretária Maria Marta – dia em que a folha de pagamento será fechada. Ele afirmou que espera do governo o cumprimento do pagamento do reajuste.

    Por lei, nossa data-base é maio. Portanto, o governo tem que nos pagar em maio”, defendeu. “Não acreditamos que ogoverno vai desrespeitar a lei. Ele tem que dar o exemplo para qualquer cidadão. Por isso estamos entendendo que ele não vai ser caloteiro.”

    O aumento de 5% vale para os 252,5 mil servidores estaduais, entre pessoal da ativa, aposentados e pensionistas. O impacto na folha de pagamento do Executivo será de R$ 67,7 milhões mensais. Atualmente, os gastos do governo estadual com pessoal são de R$ 680 milhões por mês.

    Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?tl=1&id=1004525&tit=Servidores-podem-ficar-sem-o-reajuste-de-5 – 19/05/2010

    Comentário by roberto a silva — 21/05/2010 @ 12:00

  7. Gostaria de saber se a minuta de Decreto, que estabelece nova coluna para AA e AE tem alguma fundamentação ou é só mais uma manobra que pode dar mais desesperança aos servidores estaduais e seus familiares. Afinal cada servidor tem em média 4 votos.
    ________________

    Olá, Reginaldo!

    Esta proposta de criação das duas colunas para AA (I-A e I-B) e de uma coluna para AE (I-A) foi elaborada pela Comissão dos Desenquadrados do SINDI/SEAB e já fizemos várias versões no sentido de melhorá-la cada vez mais.

    Já a apresentamos à SEAP, à PGE e ao Governador do Estado do Paraná e estamos em processo de negociação para que a mesma seja aprovada e implantada.

    Gostaríamos muito que essa proposta fosse acatada por esse Governo e o mais rápido possível, mas se isso não ocorrer, a luta continuará até que tenhamos êxito.

    Desesperança ou desespero não nos ajudam. Temos que ter pensamento positivo e firmeza na defesa da proposta.

    Atenciosamente,

    Laura Jesus de Moura e Costa.
    Presidenta do SINDI/SEAB.
    ______________________

    Comentário by Reginaldo Aparecido Marques — 25/05/2010 @ 21:45

  8. Então, se em 2007 deveria ter sido o enquadramento, então o funcionário vai ser prejudicado? No caso, eu; pois, apresentei minha titulação superior no último pedido para os recursos humanos da minha cidade cfrme está na nota, o título não pode ser reaproveitado? Segundo o que li, foi que as vagas eram poucas e seriam computados os títulos de maior carga horária… Como é que fica esse caso? bjos. Aguardo resposta.
    _________________

    Olá, Maria!

    São três coisas diferentes: uma é o re-enquadramento; outra é a Promoção, e outra, é a Progressão.

    1) Para requerer o re-enquadramento, é necessário atender aos cinco critérios estabelecidos pela PGE e tomar por base o ano de 2002, ano de implantação da Lei Estadual n. 13.666/02. Os títulos e comprovantes apresentados nesse processo não interferirão no processo de Promoção e ou Progressão.

    2) Quanto à Promoção, existem dois critérios: Antiguidade e Merecimento. Se você, em 2008 ou 2009, optou pela Promoção por Merecimento e utilizou um dos seus títulos, agora, em 2010, no processo de PROGRESSÃO por Merecimento (3) você NÃO poderá RE-apresentá-lo, mas poderá apresentar o certificado de outros cursos, até o total da carga horária exigida para o seu cargo.

    3) Quem obteve PROMOÇÃO em 2008 ou 2009, NÃO PODERÁ solicitar Promoção em 2010. Terá que esperar mais quatro anos, ou seja, 2012 ou 2013. Quem já foi promovido para a Classe I, não terá mais promoção, a não ser que mude a Tabela de Cargos e Salários do QPPE.

    Esclareceu? Qual é a sua dúvida?

    Atenciosamente,
    Laura Jesus de Moura e Costa.
    Presidenta do SINDI/SEAB.

    Comentário by Maria Druczkoski — 27/05/2010 @ 11:53

  9. A questão dos desenquadrados

    Há muito tempo centenas de servidores do QPPE trabalham em desvio de função ou disfunção (art. 63 da Lei PR 6174/70). Ou seja, adquiriram formação/qualificação melhor em relação ao cargo a que ingressaram na administração pública e desempenham funções/atribuições diversas das pertinentes à carreira a que pertence.

    A lei PR n° 14.590, foi aprovada em dezembro de 2004, porém depois engavetada por motivos jurídicos (duas ADIN’s), uma conquista do FORUM SINDICAL DAS ENTIDADES SINDICAIS DOS SERVIDORES e do SINDISEAB, no percurso em que caminha os desenquadrados na busca de solução para o antigo problema.

    Assim, a administração pública utiliza-se de mão de obra mais qualificada e especializada desses servidores e continua pagando salários referentes às suas formações de ingresso no serviço público. Esse tipo de situação desmotiva os trabalhadores, faz persistir a ilegalidade e a injustiça.

    A SEAP (Secretaria de Administração e Previdência) precisa abrir para debate uma proposta para solucionar este gravíssimo problema, dos conhecidos desenquadrados, sendo essa bandeira de luta prioridade do time “Sindiseab – Nossa Força e Nossa Voz”. A solução precisa ser coletiva e não somente individual !

    Agora, que o governo do Paraná enquadrou alguns (10) servidores públicos abrindo um precedente, precisa adotar uma medida ampla e mais democrática, resolvendo definitivamente o problema que já perdura há mais de 15 anos na administração pública do Paraná.

    Vale dizer que em todas as campanhas salariais anuais (pautas de reivindicações), em todas as campanhas eleitorais do SINDISEAB, a temática ganhou destaque e prioridade, mas a luta e as diversas ações desencadeadas nunca encontraram vontade política séria por parte do Poder Executivo, fato que agora parece existir no governo de Orlando Pessuti. É o que queremos ver confirmar-se !

    No Sindiseab , ao contrário do que alguns “semeadores de confusão” tentam dizer, sempre funcionou uma comissão de desenquadrados, até porque na direção sindical sempre participaram servidores detentores dessa condição funcional.

    Em suma, somente com luta, ações concretas e união o problema dos desenquadrados será definitivamente resolvido e para continuar nessa luta estará a postos o TIME “ SINDISEAB – NOSSA FORÇA E NOSSA VOZ”.

    Roberto Carlos e demias colegas,
    __________________

    A luta dos Desenquadrados tem sido uma das principais
    bandeiras de nossa gestão 2007 – 2010 e temos insistido muito junto à SEAP e ao Governador do Estado para que estendam o re-enquadramento a todos os que atendem às exigências e critérios estabelecidos pela PGE, ou seja, com base no ano de 2002, ano da implantação da Lei Estadual n. 13.666/02, ou Lei do QPPE.

    Também elaboramos a proposta de alteração da Tabela de Cargos e Salários do QPPE e da mesma forma temos insistido junto à SEAP e ao Governador do Estado que avancem na sua implantação, pois é uma forma de valorizar os Agentes de Apoio e de Execução em função de sua maior escolarização.

    Por outro lado, tenho sempre postado as mensagens como membro da Diretoria Executiva do SINDI/SEAB, que tanto eu (Presidenta) como Roberto Carlos (Segundo Tesoureiro) somos.

    No entanto, vejo que o Roberto Carlos insiste em fazer propaganda da Chapa a qual integra na disputa das eleições do SINDI/SEAB.

    O “BLOG” do Sindicato NÃO É PARA SER USADO dessa forma, pois é um espaço de diálogo com os internautas e é um espaço DO SINDICATO e não dessa ou daquela chapa. Também porque nem todos os associados têm acesso a esse veículo de comunicação.

    Portanto, Roberto não considero ético de sua parte fazer o que está fazendo e MAIS quero dizer que a luta dos desenquadrados tem sido levada há anos POR TODOS OS MEMBROS DA CHAPA 2: SINDI/SEAB – UNIDO E RENOVADO, NA BASE E NA LUTA e que continuarão levando-a por todo o tempo que for necessário.

    ROBERTO E DEMAIS COLEGAS,

    NÃO VAMOS TRANSFORMAR NOSSO BLOG EM GUERRA DE CHAPAS, POIS SERÁ MUITO TRISTE E DESGASTANTE PARA TODOS NÓS.

    O NOSSO INTERNAUTA NÃO MERECE ISSO.

    ATENCIOSAMENTE,
    LAURA JESUS DE MOURA E COSTA.
    PRESIDENTA DO SINDI/SEAB.
    CANDIDATA À PRESIDÊNCIA PELA CHAPA 2 – SINDI/SEAB – UNIDO E RENOVADO, NA BASE E NA LUTA.
    ___________________

    Comentário by roberto a silva — 27/05/2010 @ 18:47

  10. Olá Pessoal do SIndiseab

    Parabéns à vocês que continuam tendo forças em lutar pelos DESENQUADRADOS, faço parte desta luta, ás vezes acho que estamos muito longe de alcançar nossa vitoria, mas no momento precisamos insistir.
    Estamos com bastante esperanças depois da noticia do enquadramento de dez funcionários. Procuro sempre notícias aqui no blog do sindiseab, sou filiada a APP, mas só de vez em quando aparece alguma noticia.
    Abraços
    Eliete.
    ________________

    Olá, Eliete!

    Agradecemos seu contato e participação no “blog” do SINDI/SEAB.

    Temos que acreditar na solução dos problemas, pois alternativas sempre existem.

    Não deixe de protocolar seu requerimento e de acompanhar a sua tramitação.

    Boa sorte!

    Atenciosamente,
    Laura Jesus de Moura e Costa.
    Presidenta do SINDI/SEAB.
    _______________

    Comentário by Eliete de Oliveira — 29/05/2010 @ 9:35

  11. Ha muitas dúvidas a serem esclarecidas sou funcionária da educação desde 86 e não senti segurança no novo plano p/ funcionários da Educaçao por isso optei em ficar no QPPE pois desde que foi naprovado o QFEB não ha nenhuma nota da APP nem no blog nem no jornalzinho sobre o que está sendo feito pelos antigos funcionários do QG ou QPPE. Sempre que quero informar-me entro no SINDISEAB ou SINDISAÙDE quero saber: será que a situação dos desenquadrados vai ficar por isso mesmo só no papel?Bjos aguardo resposta.

    Comentário by Maria Druczkoski — 10/06/2010 @ 11:43

  12. Boa tarde,

    Sou servidor do QPPE – Depen, e tenho uma duvida quanto a REMOCAO que nao consigo esclarecer. No portal do servidor consta a seguinte informaçao?

    3.Pode haver remoção para órgãos com vantagens salariais?

    Não. A remoção de servidor para órgãos com vantagens salariais é proibida, conforme Resolução nº 2442 de 22/10/07 da Secretaria de estado da Administração e da Previdência – SEAP.

    Ai que vem a pergunta…como ja faco parte de um orgao com vantagem salarial (depen), do QPPE, eu posso ser removido pra SESA, que tambem faz parte do quadro???

    Fiz essa pergunta ao sindsaude e nao recebi retorno algum….vcs podem me ajudar por favor?

    grato!
    ______________

    Olá, Rafael!

    Acho que esta mensagem já lhe foi respondida através de seu endereço eletrônico pessoal, não é?
    Caso ainda tenha dúvidas, volte a contatar-nos.
    Atenciosamente,
    Laura Jesus de Moura e Costa.
    Presidenta do SINDI/SEAB.
    Gestão 2007 – 2010.
    ______________________

    Comentário by Rafael — 21/06/2010 @ 13:48

RSS feed for comments on this post. | TrackBack URI

Deixe um Comentario

XHTML ( Voce pode usar estas tag's tags): <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> .

Limite de Caracteres: