Governo anuncia concurso para o IAP, mas lança edital para contratação de residentes - SindiSeab

Área Restrita - Efetue seu login

Encontre uma notícia

NOTÍCIAS


Operação tampão?

Governo anuncia concurso para o IAP, mas lança edital para contratação de residentes

Dois dias depois que o SINDISEAB cobrou publicamente a falta de funcionários no IAP, o governo "autorizou" concurso público para o Instituto Ambiental do Paraná. Mas e o edital, cadê?
04/09/2019

Entendendo o caso - quando o GAECO realizou busca e apreensão nos escritórios do IAP, de documentos relativos ao licenciamento do porto privado de Paranaguá, na semana passada (28/08), o próprio Secretário do Meio Ambiente reconheceu que o órgão não tem funcionários suficientes. Leia aqui (Márcio Nunes admite que falta de funcionários no IAP favorece a corrupção).



Mão de obra barata? Ao invés de publicar o edital para concurso público para contratação de servidores efetivos, o Governo Ratinho Jr vai contratar 220 recém-formados residentes, por um terço da remuneração de um agente profissional, que não vão poder desempenhar as funções que o IAP precisa: fiscalização, laudos técnicos e licenciamentos ambientais. Isso causa a falsa impressão de que o governo está atuando em defesa do Meio Ambiente.



Meio Ambiente na UTI - o SINDISEAB vem alertando a sociedade paranaense que a necessidade de contratação de funcionários para o IAP é urgente. Metade dos servidores públicos ativos do órgão estão aptos à aposentadoria.



O presidente do SINDISEAB, Temístocles Vital, enfatiza: "residentes não podem assinar laudos, pareceres técnicos de licenciamento ambiental, nem fiscalizar. Só quem pode assumir tais responsabilidades são funcionários públicos devidamente concursados. Queremos saber quando o edital para o concurso público será publicado! Chega de embromação!"



"Em Minas Gerais, duas tragédias ocorreram porque o órgão público responsável não estava fiscalizando. Em Brumadinho, o laudo técnico da barragem foi feito por uma empresa privada. Em Mariana também. A falta de concursos vai culminar na extinção do IAP. Não podemos permitir que, no Paraná, ocorra o mesmo que está acontecendo na Amazônia, que teve a estrutura do IBAMA sucateada pelo Governo Bolsonaro, com consequências catastróficas para o Meio Ambiente", conclui.






Notícias relacionadas